BLOG

airton.png

O medo me fascina - Ayrton Senna 

Olá pessoal tudo bem, estava meditando sobre essa frase supostamente dita por Ayrton Senna e olhando para sua carreira, podemos dizer que uma boa parte de sua vida foi baseada no medo.


Já pararam para pensar a velocidade a qual ele diria cada vez que subia em um carro de corrida, a cada curva, a cada ultrapassagem aquele frio na barriga, o medo de não saber o que poderia acontecer em milésimos de segundos a frente. 


Muitos dizem que Senna adorava correr na chuva, por ele ser superior aos outros competidores nessas condições, mas fiquei meio indagado com isso e fui fazer uma breve pesquisa na internet, sobre pessoas que foram mais próximas de Senna e tiveram maior contato com ele também. 


Em alguns relatos dizem que Senna ao contrário do que dizem ele não gostava de correr na chuva por ser muito perigoso, mas uma situação em sua juventude e no começo de sua carreira foi fundamental para ele ser superior a seus adversários na chuva, onde depois de uma péssima corrida na chuva ele começou a treinar muito em dias chuvosos e isso fez toda a diferença na vida dele como competidor e como ser humano também.


Podemos ver que por uma situação, por um dia ruim, ele não desanimou e se entregou a isso, ele não gostava de chuva, mas foi o melhor em dias de chuva.

 
Dizer que a frase, O MEDO ME FASCINA, faz sentido?


Talvez sim, pois como falei, a vida de Senna foi baseada no medo, e o medo muitas vezes nos faz sair da zona de conforto, nos faz se levantar e enfrentar as coisas, nos faz se remodelar, se reinventar, faz adaptarmos a novas tendências do mercado. 


Estamos em 2020 passando por um momento de epidemia onde somos obrigados a parar nossos negócios e praticamente nossas vidas, seja pela doença que está nas ruas, seja por decretos governamentais, isso não importa.

O que vivemos é uma realidade e uma realidade que nos gera medo, mas também é o momento de tomarmos uma decisão! 


O que vamos fazer com esse medo? 


Vamos nos abater e desanimar ou vamos canalizar esse medo e enfrentar ele de cabeça erguida, usar esse medo como um obstáculo a ser superado a ser enfrentado, sentir aquela emoção e sentimento de superação que queima dentro de nós?

Esse é o momento de nos unirmos, um dar força para o outro e dentro dos cumprimentos da lei, um erguer o outro e juntos vencermos.

Luis Duarte - FOS Publicidade

Fonte: (03/05/2014) www.globoesporte.globo.com/